ir para o conteúdo

Sustentabilidade no Grupo Ultra

A partir de quatro megatendências globais – crescimento populacional, mudanças climáticas, evolução tecnológica e novos padrões de consumo – que trazem impactos para a sociedade e para as empresas, foram feitos estudos e análises para identificar riscos e oportunidades para o Grupo e seus negócios. Para isso, foram identificados os temas materiais com potencial de gerar valor e mitigar os riscos dos negócios.

Os temas materiais do Grupo Ultra agrupam informações de todos os negócios, como avaliação de impactos, riscos e oportunidades, iniciativas globais sobre cada tema, maturidade dos temas na holding, relações com indicadores GRI (Global Reporting Initiative) e análise de conexão com os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável). Além disso, a visão de diferentes stakeholders, como a Administração da Ultrapar, colaboradores, acionistas e investidores, analistas de mercado, órgãos reguladores/fiscalizadores, entidades de classe e imprensa também foram levados em consideração. Assim, o Grupo Ultra definiu seus temas materiais para que possa avançar no desenvolvimento de uma estratégia ESG e divulgar avanços e informações de seus negócios para o mercado.

Esse abrangente estudo de materialidade foi feito pela primeira vez em 2019 e a partir dele foram definidas as prioridades da agenda de sustentabilidade no nível do Grupo. As iniciativas conduzidas pelos negócios serão agregadas em uma nova estrutura de reporte, proporcionando mais transparência e objetividade.

 

Temas materiais

Os temas materiais estão organizados em quatro pilares, descritos a seguir, e seus respectivos indicadores estão de acordo com o padrão GRI.

 

ESG ratings e índices

As análises e classificações produzidas por agências especializadas em sustentabilidade e provedores de índices setoriais avaliam as empresas de acordo com critérios ambientais, sociais e de governança (ESG) e servem como referência ao considerar os critérios de sustentabilidade na tomada de decisões de investimento. 
 

MSCI – Morgan Stanley Capital International

Descrição:
-    A classificação MSCI ESG é projetada para medir a resiliência de uma empresa a longo prazo e os riscos ESG considerados materiais para o setor. A metodologia é baseada em regras para identificar os líderes da indústria de acordo com sua exposição aos riscos ESG e como são gerenciados comparados às empresas pares.

Grupo Ultra: 
-    Classificação MSCI ESG em 2019: pontuação de AA - Líder no setor;
-    As classificações ESG variam de líder (AAA, AA), média (A, BBB, BB) a retardatária (B, CCC).
 

FTSE 4Good

Descrição:
-    A série de índices FTSE4Good mede o desempenho de empresas que demonstram fortes práticas ESG. A gestão transparente e os critérios ESG claramente definidos tornam os índices FTSE4Good ferramentas adequadas para serem utilizadas por uma ampla variedade de participantes do mercado ao criar ou avaliar produtos de investimento sustentável.

Grupo Ultra: 
-    O Grupo Ultra atualmente possui nota 3,07, sendo as notas divididas em:
    -    Ambiental (“E”) 4,6
    -    Social (“S”) 2,3
    -    Governança (“G”) 2,3
-    A classificação das empresas é dada em notas de 0 – 5 para cada um dos 3 fatores de ESG, sendo 5 a nota mais alta;
-    Por estar localizado em um país emergente e ter uma nota média maior que 2,9, o Grupo Ultra participa de 3 índices de ESG:
    -    FTSE 4Good All World Ex UK
    -    FTSE 4Good Emerging
    -    FTSE 4Good Brazil
 

CDP – Carbon Disclosure Project

Descrição:
-    Visa prevenir danos ao meio ambiente através do controle e divulgação de impactos socioambientais causados por grandes players do mercado;
-    Índice CDP Brasil: mensura o desempenho dos papéis de empresas com práticas diferenciadas em gestão climática.

Grupo Ultra:
-    Em uma escala de A a D, o Grupo Ultra foi classificado como B, status de gerenciamento, no questionário de Mudanças Climáticas de 2019;
-    Notas: A (liderança); B (gerenciamento); C (conscientização); D (divulgação);
-    Desempenho médio por categoria do mercado: Oil&Gas D; América do Sul C; global C.
 

ICO2 – Índice Carbono Eficiente

Descrição:
-    Índice de mercado criado pela B3 e pelo BNDES;
-    Busca incentivar as empresas emissoras a medirem, divulgarem e monitorarem as emissões de GEE, preparando-se para gestão do carbono nas suas organizações e para uma sociedade de baixo carbono, e estabelecendo um indicador de desempenho que resulte de ferramentas e escolhas de gestão alinhadas às necessidades de mudança relacionadas às questões climáticas.

Grupo Ultra:
-    Realiza o preenchimento do questionário e faz parte do índice ICO2 desde 2012.
 

Adicionalmente, fazemos parte de outras carteiras da B3:

IGC – Índice de Governança Corporativa Diferenciada

ITAG – Índice de Tag Along Diferenciado

 

Relatórios

Relatório Integrado

O Relatório Integrado do Grupo Ultra está alinhado às diretrizes da GRI - Global Reporting Initiative versão Standard opção Essencial, em relação à gestão e divulgação das informações ESG. 

O conteúdo abrange informações de mercado, econômico-financeiras, operacionais e ambientais, sociais e de governança (ESG) de todos os negócios do Grupo Ultra: Ultragaz, Ultracargo, Oxiteno, Ipiranga e Extrafarma, além dos dados da Holding Ultrapar.

Clique aqui para acessar o documento.

Relatórios dos negócios

Ipiranga: Política de sustentabilidade e iniciativas ESG

Oxiteno: Relatório de sustentabilidadePlano de sustentabilidade e iniciativas ESG

Ultragaz: Relatório de sustentabilidadeiniciativas ESG

Ultracargo: iniciativas ESG

Este website usa cookies temporários para garantir segurança e registro de métricas. Ao continuar navegando você concorda com o uso deles.

GRUPO ULTRA © 2021. Todos os direitos reservados.