Posicionamento sobre a aquisição da Liquigás

28/02/2018

O contrato para a aquisição da Liquigás pela Ultragaz, assinado em novembro de 2016 e imediatamente submetido ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), foi a julgamento hoje. O Tribunal do Cade, por um placar de 5 a 2, decidiu pela reprovação do negócio.

O Ultra sempre teve convicção de que a união dessas duas empresas permitiria ampliar e aprimorar os serviços de excelência que a Ultragaz presta a seus clientes e consumidores, e contribuiria para o aumento do dinamismo do setor de distribuição de GLP no Brasil. 

Ao longo desses 15 meses, a Companhia buscou apresentar soluções operacionais, comerciais e societárias que endereçassem todas as questões e preocupações concorrenciais levantadas durante o processo. Nesse sentido, a proposição final previa o desinvestimento de cerca de 45% do volume de GLP distribuído pela Liquigás e dos ativos logísticos correspondentes, aí incluídos 100% de sua operação de propelentes (aerossóis). Um sólido e minucioso plano de operacionalização integrava essa proposição.

Ao longo de seus oitenta anos de história, a Ultragaz consolidou-se como referência mundial em distribuição de GLP. A companhia continuará sua trajetória de busca incessante por excelência operacional e por melhor servir a seus clientes e à sociedade.